BEM-VINDO VIAJANTE! O QUE BUSCA NO MULTIVERSO?

Review | Saudade

Saudade foi uma obra que me chamou atenção ainda em sua edição independente, financiada através do Catarse. Na época não pude apoiar, mas de longe admirava a arte singela denotando o tipo de trama que encontraria naquelas páginas e a sinopse que apontava para uma história universal, que conversaria com crianças e adultos, e emocionaria ambos. Com a nova edição, publicada pelo selo editorial Bast! da Jambô Editora, tive a chance de enfim conferir o material e descobrir algo que eu não sabia ser possível: alguém (inclusive, eu) se emocionar até com texto de quarta-capa.
O quadrinho de Melissa Garabeli e Phellip Willian conta a história de uma família - um pai e duas crianças que encontra um filhote de cervo, perdido e exposto, e o leva para casa. Enquanto cuidam do novo membro da família, pai e crianças lidam com a perda recente da mãe e a chegada da avó materna, que não gosta da ideia de viverem junto a um animal selvagem. Enquanto se acostumam a nova rotina, as personagens terão que lidar com um luto recente e o desejo crescente do animal de retornar para o lugar de onde veio.

O casal de quadrinistas cria uma obra com grande sensibilidade, com inspirações declaradas em histórias como "Bambi", "Up - Altas aventuras" e "Pax", de Sara Pennypacker, e em sua vivência pessoal com resgate de animais. Saudade é um desbunde do início ao fim! Desde a delicadeza do roteiro sobre como lidamos com perdas e despedidas, passando pela beleza paralisante do lápis e aquarela que nos prendem nas páginas, pelo projeto gráfico que harmonicamente conversa e amplia o que a história quer contar, e pela poesia que divide a história. Saudade conquista o leitor por sua doçura em que comunica sobre relações de amor, com pessoas ou pets, a dor da partida e gratidão marcante que retorna para nós através desse sentimento que chamamos saudade.
Por todos esses detalhes, a HQ foi vencedora do Prêmio Ângelo Agostini na categoria "Melhor Lançamento Independente", foi finalista do Prêmio Jabuti, a ilustradora também ganhou o prêmio de “Novo Talento – Desenhista” no HQ Mix 2019 e não é pra menos que a Bast! incluiu-a em seu catálogo! A nova edição, ainda que falte uma merecida capa dura, traz toda qualidade e detalhes que essa história necessita.

Além do trabalho do casal, a edição conta com uma história curta extra com roteiro do Deyvison Manes, letrista e responsável pelo projeto gráfico da HQ, e com três textos que enternecem o mais duro dos corações. A introdução escrita pela Melissa, explica um pouco mais sobre suas inspirações e sobre como um cãozinho vítima de maus tratos alterou o rumo da história. O prefácio, do também quadrinista Vitor Cafaggi, prepara o leitor para a mensagem principal e nos leva através da pureza das relações com animais. A quarta-capa, escrita pelo cineasta e criador de conteúdo Leo Hwan, mais do que apresentar o leitor ao tema e elogiar o trabalho feito em Saudade, toca o leitor ao falar sobre a dificuldade de lidar e demonstrar sentimentos.
Sem a menor sombra de dúvida, essa é uma história maravilhosa que vai te fazer rir e chorar, esteja sua edição aberta ou fechada, e deixar uma marca lá no fundo. Confesso, já estou com saudades.

Título: Saudade | Concepção e Leyout: Melissa Garabeli Phellip Willian
Ilustrador: Melissa Garabeli | Roteiro: Phellip Willian
Editora: Jambô Editora - Bast Editorial
Ano: 2019 | Gênero: História em Quadrinhos


#ClubedoMultiverso.:03 | Ninguém Nasce Herói

Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Está no ar mais um #ClubedoMultiverso. Aqui, junto com nossos leitores e ouvintes, entregamos o resultado dos debates sobre a leitura conjunta de uma determinada obra, realizada em nossa comunidade no Discord no mês anterior.
O livro tema da nossa leitura coletiva realizada em Abril foi uma distopia jovem adulto nacional, escolhido através de votação: Ninguém Nasce Herói de Eric Novello. Nesse episódio, junto do Capitão Ace Barros, estão Airechu e a Camila Loricchio.
Ouça e descubra o que achamos dessa leitura; quais pontos mais nos agradaram e mais desagradaram; entenda como ficção e realidade podem andar tão próxima; e viaje conosco para um Brasil onde não queremos chegar, e se erga contra as injustiças do mundo pois ninguém nasce um herói, mas é preciso se tornar um para garantir o futuro.
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 49 Minutos 28 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:

Livro | Ninguém Nasce Herói, de Eric Novello - Compre - Skoob


ENCONTRE O X DO MULTIVERSO:
Faça parte do nosso grupo do Discord e particupe do #ClubedoMultiverso


A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br


Review | Navio Dragão

Em Dezembro de 2019, durante a CCXP, entre os anúncios e lançamentos previstos para a maior feira nerd da América Latina, os parceiros da Jambô Editora estreou um novo selo editorial com propósito publicar literatura e quadrinhos de autoria de mulheres e minorias: o Bast!
O selo de nome inspirado na deusa egípcia das batalhas e protetora das mulheres nasceu encabeçado por Flávia Gasi, Rebeca Puig e Nami Teruya, e fez sua estréia com o lançamento de quatro títulos. Um deles foi o fofíssimo e divertido Navio Dragão, da Rebeca Prado!

Navio Dragão é uma coletânea de tirinhas sobre uma pequena Viking chamada Lif e seu fiel escudeiro, o cãozinho Carne. A ruivinha Lif é dotada de bastante sagacidade, inteligência, interesses peculiares, uma língua afiada e zero paciência. Alguns diriam que ela é anti-social, mas eu diria que ela estava preparada para o isolamento social antes de tudo isso. Sempre direta e sem freios, Lif está constantemente criando situações ácidas e bem humoradas (pelo menos para quem está fora da tirinha) que incluem desde referências a cultura pop até assuntos super atuais, como o empoderamento feminino, sempre arrancando sorrisos com enorme facilidade.
Há toda uma leveza e beleza que circundam as tirinhas, as páginas duplas e as aventuras do cãozinho Carne que nos transportam para um lugar melhor (e mais do que nunca, estamos precisando). O traço da Rebeca traz para Lif uma fofura que de longe supera o seu mau humor e, complementados por suas aquarelas, nos deixa encantados. Contudo, é com certeza a acidez da personagem que conquista aquele lugar especial no coração! Quem nunca teve vontade de ligar a sinceridade no máximo e falar umas verdades para aquele ser inconveniente? Quem nunca quis com todas as forças ficar sozinho no seu canto naqueles dias ruins? As vezes tudo que a gente quer é cuidar da nossa coleção de escalpos com nosso cãozinho e aproveitar o dia. Não? Ninguém?

Se você é uma pessoa atenta ao mercado independente de quadrinhos e a financiamentos coletivos, pode reconhecer tanto a autora quanto o título. Em 2015, a autora conseguiu publicar de forma física as tirinhas da pequena Lif, anteriormente uma webcomic, e hoje é um item raro e de colecionador. Mas não dá para ficar triste tendo à disposição a nova edição, com seu formato luxo e em capa dura, todas as histórias já publicadas sobre Lif, além de novas tirinhas, aventuras do Carne, e com o aval de Gail Simone, pesquisadora e roteirista conhecida por seu trabalho em Aves de Rapina, Mulher-Maravilha e Deadpool, na quarta-capa. Será que a Rebeca tem moral? Eu acho muito merecido, afinal é impossível não se apaixonar por suas aquarelas e o jeito especial de Lif, pouco importa se você uma quadrinista internacional ou um leitor descompromissado.
Navio Dragão é uma obra leve, extremamente divertida, que traz uma personagem que vai brigar para entrar no seu hall de favoritos - sério, não duvide dessa viking e seu machado - e sem dúvidas tem a minha recomendação.
Aquele(a) que ousar dizer que mau humor não pode trazer alegria está tremendamente enganado(a)!

Título: Navio Dragão | Autor: Rebeca Prado 
Ilustrador: Rebeca Prado | Editora: Jambô Editora - Bast Editorial
Ano: 2019 | Gênero: Tirinhas - HQ

Multiverso X.:58 | Indicações na Quarentena #Literatura


Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
É possível viajar universos sem sair de casa? Os tripulantes Ace Barros, AirechuCamila Loricchio, e Samuel Muca mostram que sim, e resolveram trazer algumas indicações de leituras para lá de bacanas em mais um episódio do Multiverso X.
Ouça e acompanhe o malandro Juca Pirama em suas desventuras pela São Paulo dos Transeuntes Apressados do início do século passado; entenda a relação que o Nobel de Literatura Haruki Murakami com a corrida e como isso o ajudou como autor; viaje ao brasil do Século 18 e se envolva numa história com duelos, investigação e contrabando de literatura erótica européia; mergulhe em um clássico e embarque na discussão sobre o sistema prisional punitivista em os Miseráveis; explore o estranho oeste americano ao lado de um mestiço lidando com gente ruim e seres sobrenaturais. 
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 Hora 6 Minutos 15 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:


Juca Pirama: Marcado Para Morrer, de Enéias Tavares | Skoob - Compre - Compre na Jambô
Podcast | Boteco dos Versados 39 – Juca Pirama: Marcado Para Morrer

Do que eu falo quando eu falo de corrida, de Haruki Murakami | Skoob - Compre
Homens Elegantes, de Samir Machado de Machado | Skoob - Compre
Os Miseráveis, de Victor Hugo | 
Skoob - Compre
O Estranho Oeste de Kane Blackmoon, de Duda Falcão | 
Skoob - Compre

ACESSE O NOVO LEITOR CABULOSO:

Links: Leitor CabulosoBoteco dos Versados - @botecoversados @leitorcabuloso

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO TELEGRAM: bit.ly/MXTelegram

ENCONTRE O X DO MULTIVERSO NO DISCORD: https://discord.gg/j3h6kxQ


QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br

Multiverso X.:57 | Quarentena de Jogos 2 #Games


Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Isolados em seus quartos na nave Interlúdio, os tripulantes Ace Barros, Camila Loricchio, Julio Barcelos e Samuel Muca, repetem a dose e voltam ao mundos videogames na companhia do Jeferson Rocha, para mais algumas indicações.
Ouça e saiba qual a relação entre advogados alucinados, julgamentos relâmpagos e o mundo de Ace Attorney com a Camila; debata se Persona 5 é um dos melhores RPGs do Mundo, com o Muca; junte-se aos Julio em uma viagem sentimental e divertida em Ori and the Blind Forest; reviva sentimentos e aproveite todas as novidades de um novo clássico com o Jeferson em Final Fantasy 7 Remake; explore em circuitos de corrida retrô junto com o Ace e entenda a relação de pais e videogames. 
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 Hora 30 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:


Ace Attorney 1, 2 e 3
Persona 5
Ori and the Blind Forest
Final Fantasy 7 Remake

Horizon Chase Turbo

ACOMPANHE O NOSSO CONVIDADO:

Twitter: @jefersonbilla  Instagram: @jefdesenhero


ACESSE O NOVO LEITOR CABULOSO:

Links: Leitor CabulosoBoteco dos Versados - @botecoversados @leitorcabuloso

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO TELEGRAM: bit.ly/MXTelegram

ENCONTRE O X DO MULTIVERSO NO DISCORD: https://discord.gg/j3h6kxQ


QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br

Multiverso X.:56 | A Deusa no Labirinto #Literatura


Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Retornando ao mundo de Arton, nossos tripulantes - Ace Barros, Airechu, Julio Barcelos e Samuel Muca - embarcam na jornada da elfa Gwen, clériga do conhecimento, no mais recente romance ambientado no cenário de Tormenta: A Deusa no Labirinto!
Em dois blocos - um SEM spoilers e outro COM spoilers - ouça e saiba qual a nossa opinião sobre a obra; quais para nós são os pontos fortes e fracos; o que mais nos agradou e o que incomodou; o que fez o Samuel ficar bastante chateado; e junte-se aos bons na batalha contra a escravidão e opressão. 
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 Hora 10 Minutos 17 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:


Livro | A Deusa no Labirinto, de Karen Soarele - SKOOB - COMPRE
Podcast | Boteco dos Versados 14 – A Jóia da Alma
Podcast | Multiverso X.:35 - Melhores Leituras de 2018 (A Joia da Alma)
Parceiros | Aproveite o lançamento da AVEC Editora com preço promocionalParceiros | Aproveite a semana do Frete Grátis da Jambô*
ACESSE O NOVO LEITOR CABULOSO:

Links: Leitor CabulosoBoteco dos Versados - @botecoversados @leitorcabuloso

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO TELEGRAM: bit.ly/MXTelegram

ENCONTRE O X DO MULTIVERSO NO DISCORD: https://discord.gg/j3h6kxQ


QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br

Multiverso X.:55 | Quarentena de Jogos #Games


Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Isolados em seus quartos na nave Interlúdio, os tripulantes Ace Barros, Camila Loricchio, Julio Barcelos e Samuel Muca, recebem o Marlos Sanuto do Player Select e do Minuto de Silêncio, para um bate-papo, a uma distância segura, sobre games.
Ouça e saiba qual a relação entre Pokemon Sword & Shield e os sonhos do Muca; entenda a relação entre Death Stranding, Kojima, alagamentos no Rio de Janeiro e entregadores de aplicativo; enfrente desafios no clássico Earthbound, mas tome cuidado com o que vai encontrar nas sidequests de Yakuza 0; volte no tempo e tente consertar o que está errado para evitar um catástrofe em Life is Stange; explore o universo em ciclos de 22 minutos em Outer Wilds
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 Hora 10 Minutos 33 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:


Pokemon Sword & Shield
Death Stranding
Earthbound
Yakuza 0Life is Stange
Outer Wilds

ACESSE O NOVO LEITOR CABULOSO:

Links: Leitor CabulosoBoteco dos Versados - @botecoversados @leitorcabuloso

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO TELEGRAM: bit.ly/MXTelegram

ENCONTRE O X DO MULTIVERSO NO DISCORD: https://discord.gg/j3h6kxQ


QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br

Multiverso X.:54 | Mais Mulheres Para Ler e Conhecer #OPodcastéDelas2020


Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Apesar do atraso de uma semana, voltamos para participar da campanha #OPodcastéDelas20, organizada por Domenica Mendes do PerdidosnaEstante e Rodrigo Basso do Covil de Livros. Nesse episódio, nossa equipe recebe a Jéssica Souza, companheira do Samuel Muca no podcast Boteco dos Versados, para indicar Mais Mulheres Para Ler e Conhecer!
Ouça e saiba como Naoko Takeuchi colocou colegiais japonesas para combater o mal em nome da lua; descubra o paradeiro de uma capivara desaparecida e um pouco mais sobre cinco adolescentes em uma jornada pela juventude na obra de Luisa Geisler; observe com Vanessa Barbara quantas histórias e maravilhas om terminal rodoviário tem pra mostrar; viaje através dos fluxos de pensamentos da Hilda Hilst e tente acompanhar o surto do Airechu; se jogue de cabeça no mistério criado por Carol Chiovato e sua incrível produtividade e incentivo a cultura. 
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 Hora 07 Minutos 02 Segundos

COMENTADOS NO PODCAST:


(Mangá) Sailor Moon, de Naoko TakeuchiSKOOB - COMPRE 
(Livro) Enfim, Capivaras, de Luisa GeislerSKOOB - COMPRE
(Livro) O Livro Amarelo do Terminal, de Vanessa BarbaraSKOOB - COMPRE
(Livro) Fluxo-Floema, de Hilda HilstSKOOB - COMPRE
(Livro) Porém Bruxa, de Carol ChiovattoSKOOB - COMPRE

ACESSE O NOVO LEITOR CABULOSO:

Links: Leitor CabulosoBoteco dos Versados - @botecoversados @leitorcabuloso

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:
Twitter: @MultiversoX - @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @sih_souz - @camiaetria - @samuelmuca_
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo - @castelodecartas -  @samuelmuca_dd
Facebook: Multiverso X
Skoob: 
CapAceBarros - Airechu - JulioBarcellos - Sih - Camila Loricchio - Diogo - Samuel Muca

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO TELEGRAM: bit.ly/MXTelegram

ENCONTRE O X DO MULTIVERSO NO DISCORD: https://discord.gg/j3h6kxQ


QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br

Emissários do Castelo: Parceria Jambô 2020


Por um motivo pessoal ou profissional; pela seleção de títulos ou pelo resultado do trabalho gráfico; seja qual for o motivo, é muito comum que acabemos criando ligações mais fortes com algumas editoras e autores. Os demais parceiros do Multiverso X que me perdoem o favoritismo, mas para nós é muito difícil falar sobre a Jambô Editora e a renovação desta parceria da forma distante que pede o profissionalismo. 
Quase todos os nossos colaboradores em algum momento de sua vida se envolveram com um ou mais produtos da editora. RPG, livros-jogos, quadrinhos e romances de fantasia marcaram momentos importantes de diversão, tanto individuais quanto coletivos, nos unem em torno de interesses em comum e até hoje ajudam a pautar nossas discussões dentro e fora do Multiverso X. Principalmente se o assunto é o maior universo de fantasia do país, Tormenta.
Então, por mais que admiramos os trabalhos dos demais parceiros, essa parceria tem um significado a mais pra nós.
E se você ainda não conhece o trabalho da editora, vamos tratar isso agora. 

Se você acompanha o cenário editorial e os financiamentos coletivos nacionais, deve ter visto o nome da Jambô em alta em 2019, quando a editora bateu o recorde de maior financiamento coletivo do Brasil, tendo levantado quase 2 milhões de reais para a publicação do novo manual básico de seu mais famoso RPG - Tormenta - que completava 20 anos de existência. 
Foi justamente a paixão por RPG que motivou os irmãos Dei Svaldi a fundar a editora em 2002, na  época, apenas traduzindo e publicando material estrangeiro do gênero. Hoje, no entanto, além de trazer material do exterior, a Jambô ampliou seu catálogo com produções nacionais, indo mais adiante e publicando também quadrinhos e literatura de fantasia, catapultando nomes como Karen Soarele e Leonel Caldela, hoje bastante conhecido por seu trabalho e suas participações no Jovem Nerd.
Atualmente a editora é responsável pela publicação de:

- Revista Dragão Brasil. Sucesso nas bancas durante a década de 90, a publicação retornou versão digital desde 2016 com varias páginas de conteúdo inédito e baixo custo. Para saber mais, acesse: www.apoia.se/dragaobrasil.
- RPGs, quadrinhos e romances de Tormenta. O maior universo de fantasia do país possui com dezenas de publicações como a série em quadrinhos Holy Avenger e os romances da Trilogia da Tormenta.
- Livros-jogos Fighting Fantasy. Uma mistura de romance com RPG na qual o leitor assume o papel de herói da história e é sucesso mundial desde a década de 80. Falamos mais sobre os livros jogos em nosso episódio especial sobre o tema
- Romances de Dungeons & Dragons. Há alguns anos não eram publicados por aqui, para o desespero dos novos fãs que ouviam veteranos contando histórias, mas não podiam adquirir. A editora está trazendo títulos inéditos e republicando clássicos como A Lenda de Drizzt e Crônicas de Dragonlance.
- Quadrinhos da Valiant. Uma das principais editoras de HQs dos Estados Unidos, a Valiant possui um premiado universo de super-heróis focado em histórias coesas e maduras. Entre seus principais personagens estão X-O Manowar, Ninjak, Bloodshot e Faith. A Jambô publica os quadrinhos da Valiant no Brasil, em álbuns com histórias fechadas e acabamento de alta qualidade.
- Selo Bast! Com nome inspirado na deusa egípcia das batalhas e protetora das mulheres, o selo Bast! tem como propósito publicar literatura e quadrinhos de autoria de mulheres e minorias. Falamos um pouco mais sobre em nossa postagem, confira clicando aqui
- Selo Odisseias. Para aumentar a visibilidade de autores independentes com boa qualidade literária, o selo Odisseias publica romances e antologias de fantasia, ficção científica, terror, policial e comédia romântica.

Curtiram? Pode ter certeza que a gente tá curtindo ainda mais! São anos como consumidor satisfeito e não vai ser nenhum esforço falar sobre todos esses produtos.
Então se preparem, pois indicações de materiais publicados por eles se tornarão ainda mais frequentes por aqui com essa parceria.

Bloodshot: O Filme

Adaptações de quadrinhos estão cada vez mais populares, e a cada dia novas produções chegam aos serviços de streaming, redes de TV e cinemas. Com o sucesso das produções da Marvel e da DC,apesar das derrapadas, outras editoras também estão apostando em levar seu material além.
Trazendo um personagem não muito conhecido do grande público, a Sony Pictures confia em Vin Diesel para dar cara ao anti-herói Bloodshot e ensaiar os primeiros passos da Valiant Entertainment nas telonas. Receita de sucesso ou mais do mesmo?


O Prêmio de Careca Bombado da Semana vai para: Vin Diesel

Bloodshot foi criado em 1992 por Kevin VanHook e Yvel Guichet, e após sua primeira aparição cerca de um ano depois, tornou-se um dos grandes sucessos da Valiant, ganhando sua própria publicação. Originalmente tinha outra origem, mas em 2012, a editora promoveu um reboot de todas as suas histórias, criando a origem atual de Bloodshot e dando a ele uma nova identidade: Ray Garrison. Essa é versão trazida aos cinemas através de um roteiro que aproveita muito do arco inicial do personagem.
Garrison é um soldado que é trazido de volta à vida por uma corporação para se tornar a arma perfeita, o super-humano Bloodshot. Com um exército nano-tecnológico correndo em suas veias, ele possui força incomparável e poder de regeneração instantânea. Mas há algo que incomoda Ray e o persegue: suas lembranças do passado. Pronto para vingar a morte da sua esposa, ele usará seus poderes para passar por cima de exércitos particulares e o que mais tiver pela frente. Contudo, até onde é possível confiar nas boas intenções dessa corporação?
Com uma trama simples e sem muitas surpresas, baseada no velho plot do soldado reconstruído com tecnologia avançada para servir a uma grande corporação dúbia, Bloodshot se esforça para entregar um resultado satisfatório enquanto drama de ação, abraçando os principais clichês do gênero - e como tem clichês nesse filme - e executando de maneira empolgante a ação.
Vin Diesel não é conhecido por suas habilidades de atuação, mas ninguém tem duvidas de que ele é um dos maiores nomes dos filmes de ação de atualidade. O restante do elenco - incluindo o Guy Pearce - parece seguir exatamente a mesma linha guia, um tanto canastrona e caricata. Em outro contexto poderiam ser motivo de críticas mais duras, mas que de maneira geral combinam com o clima proposto pelo roteiro e acabam convencendo. 
Pela proposta, é muito fácil recordar de títulos como Robocop ou Soldado Universal enquanto assistimos, mas ainda assim o longa mostra personalidade e inventividade ao lidar com um padrão que já está solidificado na mente de grande parte do público. Contudo, embora seja uma adaptação que mantém certa fidelidade a obra original, é difícil ao público geral enxergar muito além do "Novo Filme do Vin Diesel".
Para comemorar a estreia nos cinemas e ajudar o público a conhecer melhor o personagem, a Sony Pictures e a Social Comics, plataforma digital que publica as HQs do personagem no Brasil, fizeram uma parceria para liberar de forma gratuita as edições 0 e 1 da HQ junto com um dossiê completo de informações sobre o personagem. As publicações estarão disponíveis por um mês, sem a necessidade de inscrição. Além disso, a plataforma também iniciou uma parceria com a rede Cinemark para clientes dos programas de fidelidade Cinemark Mania e Meu Cinemark terem acesso aos quadrinhos.
Entre erros e acertos, Bloodshot ainda é um filme com um saldo positivo, que vai garantir uma boa sessão de entretenimento descompromissado, com doses de ação na medida para garantir a satisfação do expectador. No entanto, por seu lado um tanto genérico, o longa pode ainda não ser o sucesso que vai arrastar o universo Valiant de vez para as telonas.
Mas se tratando do carisma do Vin Diesel, não tem como saber...

Título: Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica
Título Original: Bloodshot
Lançamento/Duração: 2020 - 1h 49min
Gênero: Ação/Drama/Sci-Fi
Direção: Dave Wilson
Roteiro: Jeff Wadlow, Eric Heisserer 



Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica


Um filme Disney Pixar sempre carrega o peso da expectativa. Afinal, essa parceria entregou diversos filmes memoráveis e clássicos como Toy Story, Wall-E e Up - Altas Aventuras. Agora chega aos cinemas, sem muito barulho, o longa de animação Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica e a expectativa grita: "Será que teremos mais um filme divertido e emocionante como só a Disney Pixar sabe fazer?"
Se essa era a sua preocupação (ou não), pode ficar tranquilo. Não será essa a vez em que sairá do cinema chateado, muito pelo contrário. Prepare-se para explorar os clichês, ser surpreendido e se emocionar com essa jornada familiar.


A Disney Pixar não sabe decepcionar (Ainda bem)

No mundo de Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica houve um tempo em que a magia era livre e especial. Elfos, unicórnios, centauros, fadas e outros seres mitológicos aproveitavam os benefícios provenientes dos arcanos, até que um dia descobriram que a tecnologia trazia mais facilidades e aos poucos abandonaram o antigo estilo de vida.
Em uma família de elfos, os Lightfoot, no aniversário de 16 anos do filho caçula, dois irmãos recebem de sua mãe um presente deixado pelo falecido pai: um cajado mágico e um bilhete sobre como desejava que a magia voltasse a alegrar o mundo. Junto a isso, havia uma oportunidade única de usar a magia para trazê-lo pra ficar com eles durante um dia inteiro.
Obviamente, algo dá errado e o ritual é interrompido, trazendo só metade do pai. Os irmãos Lightfoot, o tímido Ian (Tom Holland/Wirley Contaifer) e extrovertido Barley (Chris Pratt/Raphael Rossatto), tem 24h para encontrar uma nova pedra fênix, completar o feitiço e poder vê-lo. A bordo da Van Gwynevere, esses irmãos e seu meio pai, viverão uma divertida e emocionante jornada. 
Fortemente inspirado por diversas obras de fantasia e com diversas referências a RPG, traz em sua estrutura diversos clichês e tropos comuns a outras obras da própria Pixar, mas é nos detalhes do roteiro e em sua execução que Dois Irmãos brilha e mostra a sua personalidade. Toda a concepção de mundo, os reflexos da tecnologia na sociedade fantástica, os paralelos traçados com a nossa realidade, a jornada para religar as pessoas a realmente coisas importantes. Tudo isso faz como o longa, embora beba de várias fontes e trabalhe com coisas simples, ganhe seu espaço e conquiste o público.
É impossível não lembrar da comédia Um Morto Muito Louco (a menos que seja novo demais pra conhecer) ao ver os jovens lidando com seu disfarçado meio pai em diversas situações. Mas embora a comédia seja um dos pontos fortes do filme, é na dinâmica entre os Lightfoot que está o verdadeiro tesouro.
O longa desenvolve muito bem a relação entre Ian e Barley, que mesmo tão diferentes complementam um ao outro perfeitamente, e também questão do reencontro um ente querido perdido a muito tempo. Tudo isso é feito de maneira orgânica, assertiva e tocante, fazendo com que as cenas mais emotivas não soem forçadas ou desnecessárias.
Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica é sem sombra de dúvidas mais um filme mágico - perdão pelo trocadilho - da Disney Pixar. Mais um daqueles perfeitos para divertir e emocionar toda a família na frente da telona. E pra quem, como eu, ama fantasia e RPG essa aventura tem um sabor ainda mais especial.

Título: Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica
Título Original: Onward
Lançamento/Duração: 2020 - 1h 39min
Gênero: Aventura/Animação/Comedia
Direção: Dan Scalon
Roteiro: Dan Scanlon, Jason Headley


IMDB - FILMOW