BEM-VINDO VIAJANTE! O QUE BUSCA NO MULTIVERSO?

Máquinas Mortais - O Filme


Anos depois da "Guerra dos Sessenta Minutos". A Terra está destruída e para sobreviver as cidades se movem em rodas gigantes, conhecidas como Cidades Tração, e lutam com outras para conseguir mais recursos naturais. Quando Londres se envolve em um ataque, Tom (Robert Sheehan) é lançado para fora da cidade junto com uma fora-da-lei e os dois juntos precisam lutar para sobreviver e ainda enfrentar uma ameaça que coloca a vida no planeta em risco.

Título: Máquinas Mortais
Lançamento/Duração: 2018 - 2h 8min
Gênero: Aventura/Ação/Comédia/Sci-Fi
Direção: 
Christian Rivers
Roteiro: Peter Jackson, Philippa Boyens, Fran Walsh
Elenco: Hera Hilmar, Hugo Weaving, Jihae, Robert Sheehan, Stephen Lang, Leila George, Frankie Adams, Caren Pistorius, Colin Salmon, Ronan Raftery, Joel Tobeck, Patrick Malahide


Sua estreia foi adiada algumas vezes. A crítica americana recebeu o lançamento com críticas. O filme tem sido um fracasso de bilheteria em diversos países. Contudo, isso é realmente sinal de que Maquinas Mortais é um filme ruim? Eu diria que mal explorado e vítima das expectativas.
O filme do estreante Christian Rivers adapta o primeiro livro de uma série de quatro volumes escrita por Philip Reeve (lançado no Brasil em 2018 pela editora HarperCollins Brasil), e apresenta um cenário pós-apocalíptico onde a humanidade quase se destruiu na chamada Guerra dos Sessenta Minutos e transformou o mundo em grande e vasto descampado, onde as Cidades de Tração caçam outras cidades para usufruir seus recursos, manterem-se ativas e em expansão.
Após anos escondida, Londres retorna ao Campo de Caça no continente. Quando capturam a sua primeira presa, uma pequena cidade mineradora, Thaddeus Valentine (Hugo Weaving) uma das figuras mais influentes e respeitadas de Londres é vitima de um atentado. Hester Shaw (Hera Hilmar) quer vingança pelo que Valentine fez a ela e sua mãe, e teria conseguido se não fosse a interferência de Tom Natsworthy (Robert Sheehan), um historiador aprendiz de terceira classe que idolatra Valentine. No entanto, talvez essa não tenha sido a mais sábia das decisões e, por saberem demais, ambos são jogados da cidade para morrerem.
Sentindo-se traído, Tom terá que confiar em Hester para sobreviver no mundo estático onde piratas, escravagistas e outras Cidades de Tração são apenas alguns dos problemas. O objetivo de ambos é o mesmo - retornar a Londres - e uma longa  jornada onde perigosos segredos serão revelados os aguarda. 
Fortemente associado ao nome de seu produtor, o experiente e renomado Peter Jackson (O Senhor dos Anéis, O Hobbit, King Kong), e vendido como uma espécie de MadMax Steampunk com cidades móveis, Maquinas Mortais quebra a expectativa do público em torno de um produto mais adulto e entrega uma jornada quase juvenil com belos efeitos visuais, mas com roteiro simples, um tanto genérico e clichê, e com resoluções muitas vezes entregues de maneira corrida. Essa celeridade em diversos momentos prejudicam uma abordagem mais profunda nos conceitos interessantes que rodeiam a obra, bem como a relação entre os personagens.
Contudo, não há só o que criticar. O filme acerta nas mudanças que faz em relação ao livro voltado para o público jovem, principalmente a alteração na idade dos protagonistas, papeis dentro da trama e a ordem de determinados acontecimentos, trazem mais dinâmica à obra. Rivers traz sua experiência como supervisor de efeitos visuais e cria junto com a Weta Digital um visual desbundante para o futuro pós-apocalíptico e mecanicista de Máquinas Mortais.
O elenco se esforça para dar vida a seus personagens da melhor maneira possível, com destaque para Hugo Weaving, Hera Hilmar e Stephen Lang, que embora irreconhecível com toda a maquiagem digital para viver Shrike, traz o personagem mais complexo e interessante de todo o filme.
Máquinas Mortais não é nem mesmo de longe o filme inovador ou interessante que se prometia e nem um filme ruim que chega a ser ofensivo, mas mediano, razoável, uma boa opção de entretenimento sem grandes expectativas. Por fim, as escolhas tomadas na tentativa de se criar uma franquia que agradasse jovens e adultos, e os grandes nomes ligados a ele, acabaram por ser os seus principais inimigos.



Multiverso X.:35 - Melhores Leituras de 2018







Reproduzir Em Uma Nova Aba - Faça o Download - Arquivo Zip
 
Após um longo hiato, o capitão Ace Barros, Airechu, Diogo Fernandes, Julio Barcellos e Hall-e, se juntam para mais um Multiverso X. Aproveitando o Dia do Leitor, os tripulantes comentam e indicam algumas das melhores leituras que tiveram no ano de 2018.
Ouça e embarque através do Cosmos em uma aventura cheia de Sangue, Suor e Pixels; junte-se ao Caçador de Apóstolos em busca da Joia da Alma; contrate a Agência de Detetives Guanabara Real para investigar A Estrada da Noite; encontre o passado ancestral em Araruama. E muito, muito mais nas menções honrosas.
Acompanhe-nos, estimado explorador de universos!

DURAÇÃO: 1 hora 37 Minutos 15 Segundos

ABORDADOS NO CAST:

Cosmos Skoob - Compre na Amazon - Resenha do Multiverso X
O Caçador de Apóstolos Skoob - Compre na Amazon - Covil de Livros #98
Sangue, Suor e Pixels Skoob - Compre na Amazon
Guanabara Real: A Alcova da Morte Skoob - Compre na Amazon
A Joia da Alma Skoob - Compre na Amazon
A Estrada da Noite Skoob - Compre na Amazon - Multiverso X Ep.:27
Araruama - O Livro das Sementes Skoob - Compre na Amazon Resenha do Multiverso X

Lista das Menções Honrosas:

Le Chevalier e A Exposição Universal Skoob - Compre na Amazon - Multiverso X EP.: 34
Le Chevalier: Arquivos Secretos Skoob - Compre na Amazon - Multiverso X EP.: 34Le Chevalier: Nas Montanhas da Loucura Skoob - Compre na Amazon
As Boas Damas Skoob - Compre na Amazon
Lobo de Rua Skoob - Compre na Amazon
Desafiadores do Destino: Disputa por Controle Skoob - Compre na Amazon
Horror em Amityville Skoob Multiverso X Ep.:27
O Um Anel Skoob - Compre na Amazon
O Silmarilion Skoob - Compre na Amazon
Toda Luz Que Não Podemos Ver Skoob - Compre na Amazon
Canção de Ninar Skoob - Compre na Amazon
Olhos de Centauro Skoob - Compre na Amazon
A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Águas Skoob - Compre na Amazon
Neuromancer Skoob - Compre na Amazon - Resenha do Multiverso X
O Fundo do Céu Skoob - Compre na Amazon
A Obscena Senhora D Skoob - Compre na Amazon
A Metamorfose Skoob - Compre na Amazon - Resenha do Multiverso X
Me Chame Pelo Seu Nome Skoob - Compre na Amazon
Livro do Desassossego Skoob - Compre na Amazon

A TRIPULAÇÃO NAS REDES:

Twitter: @MultiversoX @CapAceBarros - @_Airechu - @JulioBarcellos - @id_diogo
Instagram: @multiversox - @_airechu @juliobarcellos @id_diogo
Facebook: Multiverso X

QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR FAVORITO?

Assine o nosso feed: feeds.feedburner.com/multiversox/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

Envie e-mails para: contato@multiversox.com.br


Lançamentos - Caixas Legião e Old Dragon

Na postagem anterior, comentamos sobre como os parceiros Redbox não estão nem um pouco a fim de esperar 2019 chegar para começar a falar de lançamentos, e aquele foi apenas o início. Já cumprindo parte da promessa de novidade para todos os meses do ano as novidades de Fevereiro e Março também já foram antecipadas!
Muita gente foi a loucura pois são dois dos lançamentos mais pedidos da editora: o aguardado cenário de fantasia sombria Legião - A Era da Desolação vindo em uma caixa totalmente especial e o retorno da Caixa Básica Old Dragon. Uma dobradinha perfeita para quem quer começar a jogar RPG e trazer um clima mais denso para a mesa de aventuras.
Confira abaixo um pouco mais sobre o conteúdo desses lançamentos e uma dica de como aproveitar os anúncios sem precisar esperar até 2019 (principalmente você que nunca jogou RPG e queria uma oportunidade).
Conforme publicado no site da Redbox:
"Legião é um cenário de campanha de fantasia sombria para Old Dragon. As histórias se passam em Kadur, um mundo antigo que tenta se recuperar de uma era de trevas e agora vive um período de revoluções e novos poderes em meio aos seus restos decadentes.
As igrejas travam batalhas pelas interpretações dúbias das antigas profetizas para seus deuses, influenciadas por figuras poderosas. Magos e feiticeiros existem, mas são um mal necessário das legiões e vistos como ameaça para o povo e para as autoridades.
Em Legião, aventureiros e aventureiras passarão por grandes sacrifícios e escolhas morais, já que a balança entre ordem e caos nem sempre está alinhada. A guerra domina a paisagem, promovida pelas legiões que dão nome ao cenário.
Os componentes da caixa de luxo do Legião são:
• Livro do cenário, totalmente colorido, paperback, 340 páginas em A5. Conheça a história sangrenta de Kadur; entenda como o reino de Andrulier resiste ao Império Hecatiano; saiba tudo sobre os conflitos entre as Três Igrejas, os Marcados Demoguerreiros e Demomagos, Horrores e Possuídos, Legiões e muitas outras facções; receba amparo total para criação de campanhas e aventuras e saiba como Legião funciona no Old Dragon.
• Cartões informativos, no melhor estilo old school. São 4: doenças & drogas, deuses & igrejas, calendário & moedas, legiões & contrato de legionário(a).
• Mapa-pôster colorido gigante com todas as regiões de Kadur, o mundo de Legião. No verso, o mapa da cidade de Andrulier!
• Régua transparente para contagem de distâncias do mapa. Nada de dor de cabeça ao calcular uma viagem.
• Tabuleiro e 49 marcadores de moedas para você jogar Corsário (o mais popular jogo de azar, entre a corja mais vil de toda Kadur). Imagine a imersão de jogar o jogo dentro do jogo!
Originalmente escrito nos anos 90 por Antonio “Pop” Sá Neto, o cenário tem sido melhorado tanto pelo autor original quanto pelo incansável Newton "Tio Nitro" Rocha, que revolucionou tudo nos últimos anos. Toda esta torrente criativa foi brilhantemente harmonizada pelo editor Thiago Righetti. A arte, visual e cartografia ficam por conta de Roy Ugang e Dan Ramos."
Esses detalhes já tornam Legião - A Era da Desolação um produto pra lá de interessante, mas há muito mais prometido para ele.
O cenário também ambientará A Marca da Caveira, primeiro romance de uma trilogia escrita pelo Newton Rocha, que também deve ser lançado no próximo ano (saiba mais do livro aqui e aqui). E além de literatura expandindo o cenário, duas grandes novidades envolvem os jogadores de RPG.
A primeira delas é que mesmo quem não joga Old Dragon poderá aproveitar o cenário de campanha através de suporte oficial da editora. Legião - A Era da Desolação terá adaptações para a maioria dos sistemas de licença aberta jogados no Brasil, incluindo o mais popular do mundo Dungeons & Dragons 5ª Edição!
E a segunda e mais ousada delas: uma Campanha Viva de Legião. Aventuras oficiais onde as ações os aventureiros e aventureiras irão influenciar pesadamente e de forma dinâmica no desenvolvimento no mundo de Kadur. Esse desenvolvimento quero acompanhar de perto!
Se ficou curioso, há algum tempo foram postadas algumas páginas e você pode conferir o preview clicando aqui para ver o primeiro, e aqui para ver o segundo.
Agora se quiser embarcar no hype a Redbox preparou downloads especiaos:
Papeis de parede e capas: Papel de parede 2560 x 1200, 1600 x 1080 e 1280 x 960 | Papel de parede para Celular e Tablet | Capa para Facebook e Twitter

Encerrando a primeira leva de anúncios de 2019, a Redbox Editora revelou que seu título de março é nada mais nada menos que a Caixa Básica do Old Dragon, atendendo a milhares de pedidos.
A Caixa Básica é o produto que mais traz novos jogadores para o Old Dragon por trazer tudo o que é preciso para qualquer pessoa jogar RPG: livro básico de regras, dados e acessórios para torná-lo ainda mais completo. Não é a toa que é o produto líder de vendas e esgota rapidamente suas tiragens: é minha primeira opção em recomendação tanto para quem nunca jogou e quer sua primeira experiência com RPG, quanto para quem já jogou e quer apresentar a novas pessoas.
Para o retorno da caixa algumas melhorias foram anunciadas, e o que era bom ficou melhor! Agora o conteúdo inclui:
• A caixa em si e o livro básico do Old Dragon, em versão paperback (ou capa mole).
• Folheto introdutório com linguagem ideal para, de forma clara e sucinta, explicar o que é RPG e responder as dúvidas mais básicas de novos jogadores.
• Divisória do mestre, com a espetacular arte de Caio Monteiro e material resistente.
• 2 cartelas rígidas e resistentes com as novas miniaturas de papel Redbox, conhecidas como Pawns. Vamos trazer essa novidade avulsa ao longo ano, mas você já tem aqui seus principais pawns para rolar suas aventuras!
• 1 kit de Card Stands (12 unidades), suportes para os pawns.
• Bloco de fichas de personagens com 10 unidades.
• 6 fichas de personagens prontos, com os icônicos do Old Dragon.
• 1 kit de dados (1d4, 1d6, 1d8, 1d10, 1d12 e 1d20).
E até o lançamento, os dragões antigos ainda prometem novas surpresas!
Agora vamos a nossa dica para que você possa conhecer um pouco de cada um dos anúncios sem esperar a virada do ano e as datas de pré-venda: aproveite o período de festas para juntar seu amigos mais próximos e jogar uma aventura de RPG.
Sim, é uma ideia simples, mas há complemento e um presente nisso tudo. Calma!
Você pode ter o livro básico do Old Dragon completo e gratuito de maneira oficial (sem pirataria), basta acessar o site do Dungeonist, se cadastrar e "comprar" (clica aqui). Com esse material você terá tudo que precisa para jogar, como bem explico no review da Edição Aprimorada. E caso se interessem, no próprio Dungeonist é possível encontrar edições digitais de todos os demais complementos do sistema por preços acessíveis.
Além disso, você pode usar as aventuras oficiais do Old Dragon Dayque nos anos de 2015 e 2017 foram ambientadas no mundo de Legião - A Era da Desolação, e aproveitar para sentir o clima que os aguarda nas terras Kadur. No site você encontra tanto as aventuras quantos os personagens prontos para usar.
Aproveita bem e se prepara, pois em 2019 vai ter muito mais!

Lançamento - Senhores da Guerra: Vikings

Os parceiros Redbox não vão esperar 2019 chegar para começar a falar de lançamentos. A promessa é novidade para todos os meses do ano, principalmente produtos ligados a prata da casa, o RPG Old Dragon
A primeira novidade já tem data para começar a pré-venda e está preparada para invadir e conquistar as mesas dos jogadores de todo o país - principalmente os fãs de seriados como Vikings e O Último Reino - com um cenário histórico com um pé na fantasia sombria e visceral.
Senhores da Guerra: Vikings será o primeiro lançamento de uma série dedicada a trazer regras e dicas para campanhas inspiradas ou ambientadas em períodos e realidades históricas. A ideia tem inspiração nos clássicos Historical Reference Sourcebooks do Advanced Dungeons & Dragons, e foi construído todo em texto e pesquisa originais.
O livro promete trazer a temática viking para o Old Dragon tal qual o Senhores da Guerra original trouxe a arturiana, se aprofundando no mundo nórdico antigo, falando um pouco de geografia, cultura, religião e lendas. Teremos novas especializações para as classes básicas, regras para runas, novos equipamentos e itens mágicos, e outras regras para enriquecer o seu jogo. Fechando com chave de ouro e dando aquela mãozinha para os narradores, o livro trará dicas e ideias para criar aventuras. 
Escrito por Aquiles Fraga e Franz Andrade (A Relíquia do Vale do Trovão) e com capa e ilustrações internas de Dan Ramos, Senhores da Guerra: Vikings entra em pré-venda dia 22/01/2019 na loja da Redbox Editora.
A linha Senhores da Guerra chega para ser aquele tipo de material indispensável para você que deseja boas campanhas históricas ou mesmo trazer aspectos derivados de culturas e povos incríveis para sua mesa. É hora de trazer os invasores do mar do norte para animar a sua mesa!

Gostou da capa? Baixe papeis de parede especiais para seu computador ou celular/tablet e capas para suas redes sociais: Capa para FacebookCapa para TwitterPapel de parede 2560 x 1600Papel de parede 1920 x 1080Papel de parede 1280 x 960Papel de parede celularPapel de parede tablet

#deumlivrodepresente - Indicações do Multiverso X

Da crise no mercado editorial e demais problemas que não valem a pena serem mencionados aqui, surgiu uma coisa muito bacana que é a campanha #deumlivrodepresente. Presentear alguém é algo que tem tudo a ver com o clima de confraternizações e festas de fim de ano, e se o presente é livro a coisa fica melhor ainda (mas não me dê auto-ajuda, obrigado).
Estimulados por todo esse espírito e trazendo a campanha consigo, os parceiros da AVEC Editora tiveram a bela ideia de produzirmos uma postagem com indicações de obras bacanas para se dar de presente, incentivando a leitura e, por tabela, o mercado nacional. Particularmente achei a ideia fantástica e não dava pra deixar passar, então convoquei a tripulação para fazer sua seleção de livros justificando as escolhas. O resultado ficou bem diverso, com obras estrangeiras e nacionais, e você confere abaixo!

Camila Loricchio

Designer, assistente editorial, revisora, tradutora, escritora da Trilogia das Cartas e da HQ Desenredos.

Partindo de cordel, passando por crianças, histórias fantásticas e indo até uma pousada em Paraty, minha seleção é um pouco do que li e reli nesse ano super distópico, foquei em livros nacionais e xuxus de pessoas incríveis que estão aí fazendo e resgatando histórias.

- Heroínas Negras Brasileiras em 15 cordeis, Jarid Arraes (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Piscina Já!, do Luiz Antonio Aguiar (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Mensageira da Sorte, Fernanda Nia (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Namida: as lágrimas de uma princesa, Heloisa Prieto e Victor Scatolin (LINK DE COMPRA)
- Me Leve Quando Sair, Jessica Groke (SKOOB - LINK DE COMPRA)

Airechu

Colunista e Podcaster do Multiverso X

Os livros que escohi para o desafio talvez digam mais de mim do que das pessoas às quais se destinam, mas entendam que essa é uma forma de também me doar para o outro, são todos livros que de algum modo me tocaram e mexeram comigo de forma positiva.
Da imersiva e emotiva fantasia infantil de O Oceano no Fim do Caminho, passando pela intensidade dos versos e sonetos de Florbela Espanca, pela experiência de vida e sabedoria de Amanda Palmer, pelas infinitas possibilidades e particularidades do Limbo até o diálogo franco sobre arte e solidão estabelecido por Olivia Laing, talvez o que eu busque ao presentear com estes livros, antes de tudo, seja a criação de um vínculo autêntico, de proximidade verdadeira, de conexão uns com os outros.
Torço de verdade para que a lembrança duma boa história, de um parágrafo bem escrito, das reflexões que eles despertarem e todo o arcabouço de sensações provenientes da leitura, façam a pessoa, além de muito feliz, maravilhada e satisfeita, se lembrar também um pouquinho de mim!

- O Oceano no Fim do Caminho - Neil Gaiman (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Limbo - Thiago Devecque (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- A Arte de Pedir - Amanda Palmer (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- A Cidade Solitária - Olivia Laign (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Antologia Poética - Florbela Espanca (SKOOB - LINK DE COMPRA)

Diogo Fernandes

Jornalista e Colaborador do Multiverso X

Entre Meio Sol Amarelo, Uma Confraria de Tolos, Olhos de Centauro e Toda Luz Que Não Podemos Ver há tanta diferença que a sua única semelhança se destaca como um farol. São de uma qualidade exemplar. Necessários, diria. Cada um em sua área; cada um em seu tema; cada um perfeitos de se desembrulhar como um presente. Eu queria poder esquece-los apenas para poder lê-los novamente com o mesmo ineditismo da época. Não posso fazê-lo, mas posso recomenda-los para você ter essa mesma experiência e passar para frente a maldição do livro bom.

- Olhos de Centauro - Lady Sybylla (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Meio Sol Amarelo - Chimamanda Ngozi Adichie (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Uma Confraria de Tolos - John Kennedy Toole (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Holocausto Brasileiro - Daniela Arbex (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Sangue, Suor e Pixels - Jason Schreier (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Toda Luz que Não Podemos Ver - Anthony Doerr. Esse nem acabei mas já considero pacas (SKOOB - LINK DE COMPRA)

Julio Barcelos

Podcaster do Multiverso X

Minhas indicações estão baseadas em livros que me marcaram e que eu acho que passam uma boa ideia do que eu acho que são tramas marcantes. Acabei escolhendo gêneros diferentes de acordo com o tipo de livro que eu compraria para dar de presente para alguém. Espero que as indicações sejam de utilidade e conquistem mais leitores mundo afora :D

- Fantasia/infantil: O Hobbit - Tolkien (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Leitura pra todos AKA não sei classificar esse livro: Em algum lugar nas estrelas - Clare Vanderpool (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Suspense/Policial: Não conte a ninguém - Harlan Coben (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Dramão: O guardião de memórias - Kim Edwards (SKOOB - LINK DE COMPRA)

Ace Barros

Colunista, Host e Editor do Podcast Multiverso X

Esse para mim foi um ano onde conheci ou revisitei o trabalho de diversos artistas nacionais e a minha lista não poderia ser de outra forma senão divulgando e incentivando você a conhecer alguns destes também.
Alguns ainda não li, mas são obras que fiz questão de comprar por me chamarem muito a atenção por conta de sinopses, resenhas e indicações de terceiros.

- Guanabara Real: A Alcova da Morte - A.Z.Cordenonsi, Enéias Tavares e Nikelen Witter (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Desafiadores do Destino: Disputa por Controle - Felipe Castilho, Mauro Fodra e Mariane Gusmão (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Sherlock e os Aventureiros: O Mistério dos Planos Roubados - A.Z.Cordenonsi (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Araruama: O Livro das Sementes - Ian Fraser (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- A Joia da Alma - Karen Soarele (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- A Orden Vermelha - Felipe Castilho (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- O Auto da Maga Josefa - Paola Sivieiro (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- As Boas Damas - Clara Madrigano (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Lobo de Rua - Jana Bianchi (SKOOB - LINK DE COMPRA)
- Desenredos - Camila Loricchio (SKOOB - LINK DE COMPRA)
Além de tudo isso, vale a pena lembrar que a AVEC decidiu seguir essa linha para voltar com a promoção na AVEC Store - http://bit.ly/AVECNatal - em que em qualquer compra na loja ganha um livro surpresa! Você não entendeu errado: você compra um presente, e é presenteado por eles com outro surpresa. E não para por aí: o frete está com preço fixo de R$10,00, e muitos dos livros com 25% de desconto! Mas as compras são válidas só até dia 20 (até para chegar antes do Natal!), então corre!

História da sua vida e outros contos

Um dos autores de mais destaque no cenário da ficção científica, Ted Chiang pode ser descrito como um escritor pouco prolífico: tem apenas quinze trabalhos publicados, entre contos e novelas curtas. A pequena produção contrasta com sua expressiva quantidade de premiações: os oito textos reunidos em História da sua vida e outros contos ganharam no total nove importantes prêmios, dentre eles Nebula, Hugo, Locus, Sturgeon, Sidewise e Seiun.
Publicadas originalmente em volumes diversos, as narrativas de Ted Chiang estão pela primeira vez reunidas em uma coletânea. Entre as histórias dotadas de rigor científico, humanidade e lirismo estão “A torre da Babilônia”, na qual um minerador sobe a famosa torre com a missão de escavar a abóbada celeste; “Divisão por zero”, uma reflexão precisa e devastadora sobre o fim da esperança e do amor, e “História da sua vida”, na qual uma linguista aprende um idioma alienígena que modifica sua visão de mundo.
Com uma prosa límpida e ideias às vezes desconcertantes, Chiang comprova seu inegável talento para a boa ficção científica: a capacidade de contar uma história humana, extremamente bem escrita, na qual a ciência funciona como expressão dos questionamentos mais profundos enfrentados pelos personagens. Um livro repleto de ideias originais e passagens inesquecíveis.
Título: História da sua vida e outros contos
Título Original: Stories of Your Life and Others
Editora: Intrínseca
Autor: Ted Chiang
Tradução: Edmundo Barreiros
Ano: 2016 / Número de páginas: 368



Num daqueles felizes acasos da vida recebi uma recomendação deste livro e autor que até então nunca tinha ouvido falar, mas cuja sinopse prometia tanto que não pude resistir. História da sua vida e outros contos é uma antologia formada por oito contos de Ted Chiang publicados em várias revistas de ficção científica, entre os anos 1990 e 2002. O autor de nome chinês, mas de origem norte-americana é tido como um dos grandes nomes da literatura de ficção científica da atualidade, tendo recebido vários dos prêmios mais notáveis deste gênero.
A maioria dos contos de Chiang conta com várias páginas de desenvolvimento, nas quais o autor aprofunda-se em diversos conceitos técnicos necessários à sua compreensão, num estilo que talvez possa ser caracterizado mais como didático do que literário (o hard sci-fi), embora isto em nada tire do brilhantismo,d o impacto e da originalidade de nenhum deles, tampouco das suas premissas, todas no mínimo muito interessantes, originais e até ousadas. Vou destacar alguns dos contos que mais apreciei durante a leitura:
“Entenda” é narrado em primeira pessoa e sob a perspectiva do protagonista, Leon Greco, possui um ritmo frenético e um ótimo clímax. Leon sofreu um afogamento grave, esteve à beira da morte, mas sobreviveu, ficando com severas sequelas desta experiência. Ele então é submetido a uma técnica experimental de regeneração cerebral, recupera-se espantosamente bem e passa a desenvolver uma inteligência sobre humana após o tratamento. Tal fato não passa incólume às agências secretas do governo e o protagonista começa a ser perseguido, e então, usando sua super inteligência, ele tenta escapar e sobreviver enquanto prossegue se aperfeiçoando exponencialmente. O conto extrapola nossas noções sobre pensamento e inteligência, nos fazendo imaginar do que seríamos capazes se pudéssemos nos aprimorar tão rapidamente a um nível tão elevado.
O conto que dá nome à coletânea é também um dos melhores nela, do começo ao fim foi um dos que mais me intrigaram e prenderam. “História da sua vida” foi adaptado para o cinema, servindo de base para o roteiro do premiado filme “A Chegada”, de 2016. Mistura tocante de drama e sci-fi, nele, Louise Banks, uma doutora em linguística, é convidada para integrar uma equipe de pesquisadores com o objetivo de estabelecer um diálogo com seres extraterrestres que recém chegaram à Terra, simultânea e pacificamente em diversas partes do globo. Com o tempo e fazendo uso de diversas técnicas de comunicação e escrita, a doutora vai decifrando e compreendendo o idioma extraterrestre, passando também a se expressar nele. Como um efeito colateral ela passa a desenvolver também uma forma completamente diferente e instintiva de enxergar a própria realidade, para além das barreiras do tempo presente. O conto ganha ares mais humanos tanto por ser narrado em primeira pessoa quanto por ser um relato franco direcionado à filha da doutora que na época sequer havia sido concebida. Também destaco o uso da Linguística em sua elaboração, seja como ferramenta de conexão com o diferente, seja por sua característica definidora daquilo que somos por meio do que conseguimos expressar do mundo que nos cerca.
Em “O Inferno é a ausência de Deus”, o autor traz como figuras centrais os anjos, seres extremamente poderosos que a cada aparição provocam em igual medida catástrofes e milagres. No conto, o protagonista perde a sua amada esposa durante uma das aparições dos anjos, vendo-a ascender ao Céu. Inconformado com a perda e ciente de que não terá lugar ao lado dela quando morrer, ele busca ao longo do conto reencontrar a própria fé agarrando-se à esperança de um dia poder revê-la. O conto aborda aspectos muito interessantes sobre a religiosidade e de como a experiência de fé pode ser totalmente diferente para cada pessoa, mostrando assim que bênção e maldição, Céu e Inferno estão muito mais próximos uns dos outros do que imaginamos. O desfecho é inacreditável!
“Gostando do que vê: um documentário” é apresentado na forma de diversos relatos numa polifonia que me remeteu instantaneamente às discussões polêmicas que acompanhamos diariamente em nossas redes sociais. O grande tema do conto é a percepção e a exploração da beleza física. Partindo da premissa de que os sentidos humanos podem ser manipulados ou suprimidos através da tecnologia, o autor explora as consequências e os dilemas sobre o uso obrigatório de uma ferramenta para inibir a percepção da beleza e por tabela a exclusão social das pessoas tipicamente vistas como menos bonitas. O conto esgota praticamente todos os pontos de vista da questão polêmica, fornecendo argumentos para que o leitor forme sua própria opinião ao final.
Destaco ainda “Divisão por Zero”, no qual uma pesquisadora de Matemática descobre uma contradição na perfeição das suas equações, o que quebra toda a estrutura lógica de seu pensamento com sérias consequências para sua vida pessoal. Dos outros contos, apenas não curti tanto "Setenta e duas letras" que com seus autômatos de barro soa como algo retro futurista, mas que pela carga política e econômica malthusiana sustentada por um conceitual de teorias científicas que hoje já não fazem mais qualquer sentido, deixou a desejar em relação aos outros no quesito imersão.Ao final do livro há uma série de Notas sobre cada um dos contos com curiosidades sobre a gênese, suas fontes de inspiração, explicações sobre as licenças poéticas usadas e comentários diversos do autor.
Esta antologia permanece como sendo a única obra de Chiang traduzida e publicada no Brasil. Embora a sua produção não seja tão vasta, fica o desejo por mais. Ted Chiang faz da Ciência e do saber humano a matéria prima principal dos seus contos. Lê-lo é como aprender algo novo pela primeira vez e ficar fascinado pelo conhecimento, algo que particularmente valorizo muito e que nem sempre percebo no gênero da ficção científica. Mas longe de ser uma enciclopédia de assuntos variados, todo este saber serve de ponto de partida e de apoio para reflexões mais profundas sobre as angústias, visões de mundo e dilemas de seus personagens e é claro de nós mesmos.

Redbox e Jambô na CCXP

A Comic Con Experience, vulgo CCXP já começou! São diversas atrações para quem gostas de jogos digitais, de tabuleiro, séries, cinema, quadrinhos. Já indicamos onde encontrar os autores da Editora Draco e dos parceiros da AVEC Editora pra garantir seus prints, livros e HQs autografadas, mas que tal complementar com alguns jogos de RPG e Boardgames?
Duas das editoras de maior destaque do mercado estão lá, lado a lado, trazendo diversas novidades e aqueles clássicos que todo mundo já adora e esperava uma oportunidade pra comprar e autografar. Pois é! Nos estandes 68 e 69, estão a Editora Jambô  e os parceiros da Redbox. Passa lá pra conferir!
E para quem por algum infortúnio não pode ir lá os lançamentos de ambas editoras já estão disponíveis em seus respectivos sites: https://jamboeditora.com.br/ & http://redboxeditora.com.br/ 




Comic Con Experience
Quando:
de 6 a 9 de dezembro
Onde: Imigrantes Exhibition & Convention Center – São Paulo, SP
Nos dias do evento será disponibilizado transporte gratuito entre o Metrô Jabaquara e a CCXP.
Quanto: consulte o valor dos ingressos aqui.