BEM-VINDO VIAJANTE! O QUE BUSCA NO MULTIVERSO?

Review: Aljubarrota/ Millions



A postagem de hoje será um pouco diferente e não falo só no que tange a organização. Recebemos da Sherlock S.A. uma cópia de seus dois próximos lançamentos, que já estão em pré-venda, para testarmos e produzirmos um review. Como ambos são jogos rápidos e foram criados pelo mesmo gamedesigner, o português David Mendes, resolvi falar sobre eles em uma única postagem: primeiro de forma separada e por fim uma analise mais conjunta.
Agora vamos ao que interessa:


Titulo: Aljubarrota - A Batalha Real
Produtora: Joyco (Internacional)/ Sherlock S.A (Edição Nacional)
Criação: David Mendes - Arte: Eduardo Porto, Daniel Souto
Tipo: Card Game - Educacional




Inspirado em uma batalha histórica pouco conhecida em terras brasileira, o jogo põe dois jogadores no papel do rei de Portugal D. João I e do rei de Castela D. Juan I em meio ao confronto que definiu o detentor da coroa Portuguesa, a Batalha de Aljubarrota.
Trata-se de um jogo onde cada jogador deverá testar a tua destreza mental e rapidez de raciocínio para garantir a seu reino a vitória. O vencedor é o primeiro jogador a descartar as cartas do seu baralho no campo de batalha, contudo o descarte não acontece de forma desordenada: duas cartas abertas previamente indicam número, cor ou desenho onde e como você pode descartar as cartas em sua posse. Caso um desses elementos combine você segue descartando, em qualquer uma das dias pilhas, e em caso negativo ela retorna a sua mão e uma nova carta é tirada. 
Apesar do jogo possuir uma mecânica simples é possível desfrutar de partidas disputadas. Não adianta apenas ser rápido no descarte, é preciso ter atenção aos elementos para não passar uma carta para trás na hora errada. 
Por conta do lado histórico e de sua arte caricata o jogo possui um forte teor lúdico e educativo, e sua simplicidade permite que possa ser facilmente jogado por crianças. Apesar de ser um jogo para duas pessoas, Aljubarrota não é um jogo excludente. As partidas são rápidas, com duração média de 5 minutos, e facilitam a possibilidade de campeonatos e disputas entre grupos.
Para um melhor entendimento das regras e mais informações históricas sobre a batalha, você pode consultar o manual de regras linkado acima.


Titulo: Millions - O Último Soldado
Produtora: Pythagoras (Internacional)/ Sherlock S.A (Edição Nacional)
Criação: David Mendes - Arte: David Mendes , Daniel Souto
Tipo: Card Game - Educacional

Tal qual o Aljubarrota, Millions também é influenciado por um fato histórico pouco conhecido no Brasil. Neste jogo temos de ajudar o Soldado Milhões, um herói português da Primeira Guerra Mundial a sobreviver a uma luta divertida contra o piloto alemão Manfred von Richtofen, o lendário Barão Vermelho.
Apesar do tempero histórico e a temática de auxílio ao herói de guerra, Millions é um jogo de cartas competitivo com gestão de mão que pode ser jogado de dois a cinco jogadores. Cada pessoa recebe um deck de cartas, um baralho, com carta com valores de 1 a 12, e deve disputar cartas de premiação de valores diferenciados. A cada rodada abre-se o prêmio da vez e todos os jogadores escolhem uma das suas cartas para revelar simultaneamente com seus adversários; se o prêmio aberto em disputa for positivo, ganha a carta de maior valor único, se for negativo, leva quem colocou a menor valor único. Então é bom ficar atento ao que seus adversários estão usando a cada rodada, pois o empate também pode ser decisivo! O objetivo do jogo é ganhar as cartas de pontos positivos e fazer com que os adversários fiquem com os pontos negativos. O jogador que somar mais pontos no final das 12 rodadas é o vencedor. 
Assim com o no jogo anterior, o lado histórico e arte caricata dão a Millions um forte teor lúdico e educativo, e sua simplicidade permite que possa ser facilmente jogado por crianças. As partidas também são curtas, com duração média de 20 minutos, e o número maior de jogadores e possibilidade de estratégias permite partidas bastante competitivas e amarradas.
Para um melhor entendimento das regras e mais informações históricas sobre a batalha, você pode consultar o manual de regras linkado acima.




Levei ambos os jogos para algumas mesas para poder testar com públicos com diversos níveis de experiências com jogos de tabuleiro, e em sua maioria eles foram bem recebidos. Ambos são jogos extremamente descomplicados, e até dá pra dizer que simples, o que pode desagradar jogadores mais interessados em quebrar a cabeça em jogos mais complexos. Porém para mim ambos tem seu valor.
Posso dizer que a mecânica simplista de Aljubarrota me agradou, ele é leve e divertido, bem competitivo, com um misto de destreza, atenção e estratégia. Se restringir a dois jogadores em uma mesa com mais pessoas é algo ruim, mas por ser ágil isso acaba não atrapalhando tanto. Acabei jogando com uma alteração na regra pra adicionar maior dificuldade à partida, cada jogador podendo utilizar apenas uma das duas pilhas.
Já Millions eu gostei bem mais. É evidente que é um pouco mais trabalhado em mecânica que o "irmão", e o fato de precisar usar estratégia e atenção para abrir mão dos valores baixos para lutar pelos maiores me agradou bastante. Por conta do número de jogadores ele é mais inclusivo, as regras são muito simples e divertidas, jogamos uma partida após a outra sem cansar.
As temáticas e a ambientação de ambos jogos para nós não tem tanta força para nós brasileiros, é verdade. Daria até pra trocar a cara deles que não faria tanta diferença. MAS como são jogos pouco complexos não exigem lá uma imersão profunda, estão bons desse jeito. Além disso acabam servido de oportunidade para descobrirmos mais peculiaridades sobre a história do mundo que acabam ocultas de nós.
Deixo claro que tratam-se de dois Fillers, aqueles jogos ideais pra serem jogados entre uma partida e outra de jogos maiores ou mesmo como aquecimento, mas podem proporcionar jogatinas agradáveis e disputas acirradas. Tudo dependera do seu grupo de jogo, mas guardadas as devidas proporções, ambos jogos tem potencial para agradar jogadores experientes e - principalmente - jogadores de ocasião. Ambos tem boa re-jogabilidade e indicaria se ter na coleção, mesmo que não sejam os pratos principais do banquete.
Ficou interessado(a) e quer saber mais sobre os jogos? Quer conferir como é o gameplay, ou seja, ver na prática como os jogos funcionam na mesa? Você pode conferir os vídeos produzidos pelo pessoa do Covil dos Jogos sobre ALJUBARROTA e também sobre MILLIONS. Já se você se interessou pelos jogos apenas pelo nosso singelo review (mas indico que assista os vídeos listados acima) pode adquirir ambos os jogos na pré-venda por um valor especial de R$ 99,90. Pois é, isso que você entendeu: Combo Aljubarrota - A Batalha Real e Millions - O Último Soldado por R$ 99,90.